Plutão é um planeta?

\em 24 de agosto de 2006, houve uma grande mudança nos livros. É que, naquela data, a União Astronômica Internacional (IAU) batia o martelo quanto à definição de Plutão: não sendo mais um planeta do sistema solar.

 Foram anos de intenso debate, com argumentos válidos dos dois lados do “ringue”, e o rebaixamento de Plutão rende polêmica até hoje. Uns acreditam que a redefinição do planeta para a categoria de planeta-anão foi uma vitória do raciocínio científico, enquanto outros defendem que o pequeno mundo nos confins do Sistema Solar é especial demais para não ser oficializado como um planeta.

A votação envolveu 424 astrônomos, com Mike Brown, pesquisador da Caltech, anunciando oficialmente: “Plutão não é um planeta. Há, oficialmente, oito planetas no Sistema Solar”. Já Alan Stern, líder da missão New Horizons, da NASA, declarou na ocasião: “Estou com vergonha da astronomia. Menos de 5% dos astrônomos do mundo votaram. Essa definição ‘fede’, por razões técnicas”.

Lançada em 2006, a sonda chegou à órbita de Plutão em 2015 e, durante meses, estudou o planeta-anão e suas luas, proporcionando descobertas sem precedentes. “Quando vemos um planeta como Plutão, com estruturas familiares — montanhas de gelo e céu azul com nuvens — nós naturalmente nos vemos usando a palavra ‘planeta’ para descrevê-lo”, disse Stern. “Há um poder psicológico na palavra ‘planeta’ que ajuda as pessoas a entenderem que aquele é um lugar importante do espaço”, opina.

2 thoughts on “Plutão é um planeta?

Deixe uma resposta